Auxílio acidente é concedido com a cessação do auxílio doença?

Uma dúvida muito recorrente de quem trabalha com registro em carteira e que sofre um acidente de trabalho é sobre quando o auxílio acidente é concedido.

Muita gente acredita que esse benefício só é concedido ao trabalhador enquanto o auxílio doença é pago pelo INSS.

Contudo, o auxílio acidente deve ser concedido logo após o término do prazo do auxílio-doença de um trabalhador segurado em 45 dias.

Para saber mais sobre o assunto continue lendo esse post e confira quando o auxílio acidente começa a ser repassado ao trabalhador e qual é o valor desse benefício.

Quando o Auxílio acidente é concedido?

Um detalhe importante sobre o Auxílio acidente é que ele só é concedido após o auxilio doença, caso o segurado tenha ficado com alguma sequela que reduziu a capacidade dele de trabalhar, independentemente de sua extensão.

Por exemplo, se o trabalhador sofre um acidente e precisa ficar seis meses em recuperação no hospital. Nesse caso, ele passa a receber o auxílio doença.

Posteriormente, ele voltou a trabalhar, mas em decorrência do acidente, o trabalhador precisou inserir pinus na perna, o que dificulta a sua locomoção. Dessa forma, ele tem direito também ao auxílio acidente.

Isso porque o acidente que ocasionou a lesão gerou uma redução em sua capacidade laboral.

Um detalhe importante é que esse benefício não é acumulável com outros. Logo, se o trabalhador voltar a abrir a solicitação de auxílio doença, o Auxílio acidente será suspenso.

Além disso, caso o trabalhador venha a sofrer mais alguma lesão que reduza mais ainda a sua capacidade de trabalhar, não é possível acumular mais um Auxílio acidente.

Lembrando sempre que, o trabalhador precisará comprovar tudo relacionada a sequela através de pericias médicas feitas pela Previdência Social.

O Auxílio acidente não precisa ser igual ao salário mínimo

Mais uma questão importante sobre o Auxílio acidente é que ele não precisa ser igual ao salário mínimo. Isso ocorre porque ele tem caráter indenizatório e não substitui a remuneração mensal, como corre com outros benefícios (salário maternidade, auxilio doença entre outros).

Ele corresponde a 50% do salário que o trabalhador ganha. Logo, se ele ganha R$ 1.000, o Auxílio acidente será de R$ 500.

Esse benefício também pode ser somado ao valor total de contribuição, podendo interferir diretamente no valor da aposentadoria do trabalhador, no futuro.

Se você tem alguma dúvida sobre o Auxílio acidente procure auxílio de um advogado previdenciário. Assim receberá todas as orientações necessárias para a solicitação

Para mais informações, agende uma conversa com os advogados especialistas da D’Aguiar Advogados Associados.

Fale com os Doutores pelo Whatsapp: (51) 99330-8766.

 

 

 

Notícias

Acompanhe aqui notícias e novidades sobre a D’Aguiar e o universo jurídico

Informe semanal 19-08-2019

Informe semanal 19-08-2019   TRF4 garante auxílio-reclusão a filho de preso segurado do INSShttps://www.trf4.jus.br/trf4/controlador.php?acao=noticia_visualizar&id_noticia=14667 TRF2 confirma aposentadoria especial por exposição a...

ler mais

O auxílio reclusão com as mudanças da Lei 13.846/2019

O auxílio reclusão com as mudanças da Lei 13.846/2019 A Lei 13.846/2019 trouxe uma série de mudanças na previdência, inclusive no auxílio reclusão.Desde o tempo de carência quanto ao recebimento em relação a morte do beneficiário. Continue lendo esse post e saiba mais...

ler mais

Informe semanal 12-08-2019

Informe semanal 12-08-2019  Divulgado calendário para saque de R$ 500,00 do FGTShttp://www.exatusassessoria.com.br/divulgado-calendario-para-saque-de-r-50000-do-fgts/FGTS: calcule quanto você pode sacar a partir de 2020 pelo...

ler mais

Agende uma conversa

Agende um horário com nossa equipe e saiba como podemos ajudar você!

Contato